Zarei e Reisetsu – os cumprimentos da arte marcial

zareiereisetsu alemdotatame - Zarei e Reisetsu – os cumprimentos da arte marcial

No Brasil, temos o costume de nos cumprimentarmos com apertos de mão, abraços, beijos nas bochechas e outras formas bem calorosas. Porém, no Japão, o cumprimento mais conhecido é Ojigi, a reverência na qual se inclina o corpo. Esse ato de se curvar, acredita-se que surgiu durante os períodos Asuka e Nara (538-794 d.C.), com a introdução do budismo chinês e tinha relação com se colocar em uma posição mais “vulnerável” em frente a uma pessoa importante de acordo com seu nível social. Atualmente no Japão, o significado dessa reverência mudou bastante e é utilizado para várias funções como:

  • Para cumprimentar ou se despedir de alguém;
  • No começo ou final de uma aula, encontro ou cerimônia;
  • Agradecer alguém;
  • Se desculpar;
  • Parabenizar alguém;
  • Pedir para alguém um favor;
  • Em rituais religiosos;
  • Nas artes marciais.

Por mais que o ato pareça o mesmo, em cada ocasião transmitirá um sentimento diferente como agradecimento, respeito ou até remorso. O que você tenta comunicar ficará claro de acordo com sua postura e quanto tempo fica curvado. Nas artes marciais japonesas, o Ojigi é algo bastante presente, pois cumprimentamos o sensei, os senpai, os kouhai e o próprio dojo dessa forma, tanto na posição seiza quanto em pé. Então, saber fazê-lo de maneira efetiva é importante, para demonstrar respeito e disciplina pela arte que treina e pelos seus instrutores e colegas.

Aviso: as saudações no karatê e em outras artes marciais podem ser diferentes daquelas utilizadas no dia-a-dia dos japoneses. A saudação também pode variar dependendo da arte marcial, do estilo e do dojo. Caso conheça alguma variação, comente para acrescentarmos mais informações no post.

Seiza e o Zarei

seizahomememulher alemdotatame 1024x427 - Zarei e Reisetsu – os cumprimentos da arte marcialCréditos: Ricardo Yukawa

kanjiseiza alemdotatame - Zarei e Reisetsu – os cumprimentos da arte marcial
kanjizarei alemdotatame - Zarei e Reisetsu – os cumprimentos da arte marcial

A posição seiza no karatê tem diferenças entre homens e mulheres. Os dois devem se ajoelhar primeiro com o joelho esquerdo e depois o direito, colocar o pé direito sobre o esquerdo e sentar nos calcanhares, mas enquanto as mulheres devem manter os joelhos unidos, os homens os deixam afastados. Os braços devem ficar apoiados nas coxas, a coluna deve estar ereta. Ao se levantar, o processo é o contrário, levanta-se primeiro a perna direita e depois a esquerda. No começo é uma posição desconfortável e causa dormência nas pernas, mas, com o tempo e persistência, seu corpo vai se acostumando. Naturalmente, você se verá fazendo a seiza  e se sentindo confortável nela.

O zarei é o nome dado ao cumprimento realizado quando está em seiza. Para efetuá-lo, há alguns passos:

seizaezarei2 alemdotatame - Zarei e Reisetsu – os cumprimentos da arte marcial
seizaezarei alemdotatame - Zarei e Reisetsu – os cumprimentos da arte marcial

 

  • Sente em seiza;
  • Curve seu corpo e coloque primeiro a mão esquerda e depois a direita no chão, inclinando-as para dentro como se fosse fazer um triângulo, mas sem juntá-las (dar espaço de 3 centímetros entre elas);
  • Curve o corpo e direcione seu olhar para o chão. Abaixe a cabeça, mas não a encoste nas mãos, mantenha uma distância (uns 5 centímetros);
  • Dizer o cumprimento quando necessário (oss, onegaishimasu, arigato gozaimasu);
  • Levante o tronco e a cabeça voltando à posição original. Dessa vez, retorne a mão direita primeiro e depois a esquerda, pousando-as na coxa.

 

Ritsurei

reisetsu alemdotatame - Zarei e Reisetsu – os cumprimentos da arte marcial

kanjiritsurei alemdotatame - Zarei e Reisetsu – os cumprimentos da arte marcial

É o cumprimento feito em pé, na posição musubi-dachi (結び立, posição em que se junta os calcanhares fazendo um V com os pés). As costas precisam ficar eretas durante a saudação, os pés e joelhos não podem se movimentar e não pode empinar as nádegas! Você precisa se curvar por volta dos 45º, as mãos devem estar ao lado do corpo – evite batê-las contra o corpo quando for fazer o ritsurei, é falta de respeito. Fique nessa posição por três segundos e retorne a posição inicial.

Quando fazer o cumprimento?

  • No momento do Shomen-rei, no qual todos estão voltados para o Kamiza – onde está instalado o kamidana, foto do fundador, entre outros – saudando-o em zarei.
  • No Sensei ni rei (ou Senpai ni rei, caso outra pessoa esteja dando aula no lugar do Sensei), onde todos cumprimentam o Sensei em zarei.
  • Quando é pedido kiotsuke (気を付け = atenção) se faz o ritsurei, principalmente antes e depois de fazer katas ou kihons.
  • Quando entrar no tatame, pela primeira vez naquele dia, faz-se o zarei.
  • Quando entrar e sair do tatame durante o kyukei (休憩 = intervalo, pausa), faz-se o ritsurei voltado para o tatame.
  • Quando treinar em dupla – kotekitai, bunkai, shiai kumite, jyu kumite, etc – cumprimentar o parceiro com ritsurei.
  • Quando o Sensei ou Senpai der algum comando.
  • Para cumprimentar o Sensei, Senpais, Kohais antes de iniciar o treino e no final, quando acontece o Otsukaresama (agradecimento final). Como estamos no Brasil, é costume também aperto de mão, beijo nas bochechas ou um abraço logo após o reisetsu. Mas, apenas antes e depois do treino, quando estamos mais descontraídos. Isso também vai depender da proximidade que cada um tem com determinada pessoa.

 

Mais algumas regras… 

cumprimentojapones alemdotatame 1024x575 - Zarei e Reisetsu – os cumprimentos da arte marcial

 

  • Não coloque as palmas da mão juntas na frente do corpo ao curvar-se. Essa forma de cumprimento na verdade é do budismo chinês e não é utilizado no Japão – nem dentro, nem fora do tatame.
  • Nunca cumprimente andando. Sempre pare e faça o cumprimento.
  • Não é muito cordial fazer o ojigi ou reisetsu sentado, ainda mais se quem você cumprimenta está em pé. Levante-se e faça a saudação.
  • No Japão há uma palavra chamada Gosengorei (語先後礼 = curvar-se depois de falar), ou seja, o certo é falar e depois curvar-se – exceto quando for se desculpar, nesse caso, faz os dois ao mesmo tempo. Não sei o quanto isso se aplica nas artes marciais, mas acredito que seja mais correto seguir essa regra do gosengorei.
  • Algumas escolas recomendam que ao seu curvar, é inadequado olhar nos olhos, mostrando humildade e respeito (o olhar deve se manter mais ou menos na região do abdômen do outro, mas estando sempre alerta). Outras recomendam que olhe nos olhos, pois se não o fizer, significa fraqueza e você pode sofrer um ataque surpresa. Normalmente, em shiai, jyu kumite, kotekitai e bunkai é permitido olhar nos olhos do companheiro de treino, mas quando for cumprimentar algum senpai ou sensei, por sinal de respeito, não se olha nos olhos.

 

Cumprimentar no Karatê parece ser difícil e cheio de regras, mas, na verdade, você vai aprendendo naturalmente conforme vai aos treinos. Essa convenção social faz parte do Reigi Saho e faz com que o respeito e a disciplina mantenham o dojo em perfeita harmonia.

Referências: 

Bowing in Japan – Tofugu