Jojo Ramen

jojoramen alemdotatame - Jojo Ramen

Com a frente fria que está tendo em São Paulo, nada mais justo que provar um prato quente e uma das minhas opções favoritas é o ramen: um caldo fumegante com macarrão, lombo, broto de feijão, ovo marinado e cebolinha. No ano passado, abriu no bairro do Paraíso o Jojo Ramen, uma casa que vem fazendo bastante sucesso, com pratos mais tradicionais e preço médio.

A ideia de criar o estabelecimento veio de Simone Akemi Xirata, que descobriu o ramen quando visitou o Japão em 2011 e se encantou com esse prato. Ao retornar a São Paulo, teve a ideia de trazer um pouco da experiência que teve, por isso começou a procurar algum chef especializado. Foi assim que começou a parceria com o chef Takeshi Koitani, um mestre em ramen.

O estabelecimento é conhecido pelas longas filas de espera (mas outras casas de ramen que fui também possuem esse problema), por isso chegamos cedo e logo já conseguimos uma mesa. Ao olhar para o lado de fora, dava para perceber a fila crescendo bastante, principalmente por ser a semana que do primeiro aniversário do Jojo Ramen. O ambiente não é muito grande, mas é aconchegante e intimista, com luzes amareladas.

 

20170504 1843526 - Jojo Ramen

 

Nós pedimos o famoso karaage (frango frito – R$16) o qual veio quatro porções bem crocantes e saborosas, acompanhadas de um molho da casa.

 

20170504 184627 - Jojo Ramen

 

Quando ao ramen, eu pedi o de shoyo (R$29), com macarrão hossomen (fino), 1 fatia de chasu (carne de porco), menma (broto de bambu), cebolinha e 1 folha de nori (alga). Para acompanhar pedi hanjuku tamago (ovo marinado – R$3,50).  É uma opção de prato para quem não come tanto por ser mais suave e o macarrão ser mais fino. Mesmo assim, não consegui comer tudo!

 

IMG 20170525 WA0002 1024x618 - Jojo Ramen

 

O Wellington pediu um ramen jojo de misso (R$37), com futomen (macarrão grosso), 3 fatias de chasu, 3 folhas nori, vegetais e hanjuku tamago. Uma opção para quem come bastante, pois o caldo é bem mais encorpado, sem falar a quantidade de ingredientes que é bem maior.

Os pratos são bem servidos, com caldo delicioso, nele não se utiliza nenhum aditivo químico ou glutomato de sódio. O macarrão é muito saboroso e é é feito de maneira tradicional em uma máquina trazida do Japão. O chasu veio com pouca gordura (ainda bem, tenho trauma de carne de porco gordurosa em ramen ou soba) e tem um sabor defumado, por conta da grelha de carvão utilizada.

Fiquei muito curiosa em experimentar o kara misso, por ser um caldo apimentado (sou muito fã de pimenta), por conta disso pretendo voltar outras vezes não só para provar outros pratos como também por ter gostado muito! Vale a pena conhecer e provar.

Informações 

Endereço: Rua Doutor Rafael de Barros, 262, Paraíso, São Paulo
Telefone: 3279-5005
Fanpage: RamenJojo

Referências:
Jojoscope