Ganbatte

ganbatte alemdotatame - Ganbatte

Esforce-se. Tudo se resume a isso: puro e simples esforço. Superar o insuperável, alcançar o inalcançável! Parece estranho, mas ao se deparar com uma dificuldade em nosso caminho tudo o que nos resta é se esforçar para superar essa dificuldade e, no dojo, não é diferente.
Todos os dias encontramos um novo desafio para superar e sempre lembro do meu sensei dizendo “Esforce-se! Você consegue mais do que isso. Eu quero mais, ganbatte!!!”. Na minha cabeça só vinha uma coisa: “Eu estou dando tudo de mim e ele quer mais? Tentarei, mas espero não morrer tentando”.

Desde quando eu era faixa branca sempre me esforcei e sempre quis mais. Em consequência, meu sensei sempre me cobrava, porque ele acreditava que eu podia fazer mais, e assim foi. Ganbatte no imperativo significa “Esforce-se! Faça! Dê o seu melhor!”. É assim que tem que ser, se quiser algo e se realmente importa, esforce-se e conquiste, não reclame ou murmure, apenas faça o que tem que ser feito dentro das suas condições.

No dojo é normal dizermos ganbatte aos nossos amigos. Eu mesmo, todo o início de treino, digo aos meus alunos ganbarimashou (Vamos todos nos esforçar! Uma das variações de ganbatte) após os cumprimentos iniciais. Quando digo, afirmo que preciso entregar o melhor de mim a eles e que eles estão prontos para me entregar o melhor deles. Esse é o sentimento de vamos juntos entregar o nosso melhor, dentro das nossas possibilidades e em tudo o que nos dispormos a fazer!

Quando entramos em um dojo e nos deparamos com alguém dizendo isso, pensamos em algo simples, num esforço passageiro como se fosse um estorvo que é preciso aguentar. Com o passar do tempo tomamos ciência do compromisso e da responsabilidade da prática e passamos a entender o sentimento por trás dele. Afinal, somos responsáveis pelo legado que os nossos mestres nos deixaram.

Um dojo é um local de aperfeiçoamento físico, moral e técnico. Não dá para entrar em um dojo e continuar o mesmo, pois as coisas mudam quando se está lá dentro. Seu espírito é constantemente testado para te fazer entender a importância de cada um e de cada coisa que ali dentro acontece.

Para o povo japonês e sua cultura ganbatte assume uma dedicação fora do comum em se dispor a fazer da melhor forma possível aquilo que se comprometeu em fazer, não importa o que seja. Na cultura ocidental, temos o costume de falar boa sorte quando alguém vai passar por um obstáculo ou provação, atribuindo sua conquista a algo espiritual, a um karma. Grande parte do Japão é considerado ateu, por isso seu sucesso é atribuído ao tamanho do esforço aplicado a tarefa. Quando os ocidentais vão mal em algo, alegam “Não tive sorte, hoje não é o meu dia”. Já o japonês, “não fui bem por não ter me esforçado o suficiente”. É de esforço que estamos falando, o que remete a sacrifícios que devem ser feitos. É sobre se esforçar inteiramente em alcançar um determinado objetivo, no fim é isso que vai separar uma pessoa acomodada de uma esforçada.

No karatê-do seguimos o caminho do esforço constante no qual buscamos todos os dias o aperfeiçoamento moral, técnico e físico com o propósito de estarmos hoje melhores do que ontem, buscando uma perfeição talvez inalcançável, mas ainda assim constantemente desejável. Por isso, não faça menos do que realmente pode no dojo, ganbatte! Esforce-se! Treine todos os dias, somente assim poderá superar suas fraquezas e inseguranças, não só no dojo, como também no trabalho, no estudo, ou no que se dispor a realizar.

Ganbarimashou minna-san!!!